sábado, 31 de agosto de 2013

GANGORRA DO TEMPO


                                         

                     
  GANGORRA DO TEMPO 

                 
É cíclico...

                  De tempos em tempos,

                  Com o bater dos ventos,

                  A vida vai... a vida vem,

                  Com odores, com sabores

                  De mel ou fel,

                  A vida vai e, a vida vem.

                  É cíclico:

                  De tempos em tempos,

                  Com o rodopiar dos ventos,

                  Com os quartos da lua,

                  Com os risos do sol e,

                  O cair das chuvas,

                   A vida muda

                   E eu também. 

                    

                                                                       

2 comentários:

Sue disse...

MUDAR

Mudar, pintar,
colorir... fugir...
Posso mudar tudo,
só não posso
mudar de mim....
Pois que em mim
já não moro,
moro em ti...

Suely Ribella ©


Bjs, amiga Mariza!

Sue disse...
Este comentário foi removido pelo autor.